Virabrequins em foco

  • No motor, o virabrequim tem a tarefa de converter o movimento de subida e de descida dos pistões em um movimento de rotação com a ajuda das bielas. O torque gerado é transmitido ao volante de disco.
  • É feita a distinção entre virabrequins fundidos e forjados, com contrapesos integrados ou parafusados. O pistão, a biela e o virabrequim compõem juntos o acionamento de/por manivela.
  • Para assegurar um alto padrão de qualidade, os virabrequins BF são produzidos maioritariamente com ferramentas próprias e sujeitos aos controles mais rigorosos.
  • Em virtude das cargas elevadas no âmbito dos veículos comerciais, a BF segue as especificações OE, disponibilizando sobretudo virabrequins exclusivamente forjados.
  • Para garantir uma vida útil prolongada do virabrequim acabado de instalar, recomendamos que as peças seguintes sejam igualmente substituídas:
    • bronzinas principais
    • parafusos das bronzinas de mancal
    • bronzinas de biela
    • parafusos das bronzinas de biela
    • jogo de vedação

Estrutura

1 Lado do comando ou do acionamento
2 Contrapesos
3 Colos do virabrequim
4 Colos da bronzina de biela
5 Lado da roda de inércia/força efetiva
6 Furo de óleo

Componentes

Colos do virabrequim

  • A quantidade de colos do virabrequim depende do tipo de construção de motores.
  • O virabrequim fica apoiado sobre seus colos no bloco do motor.

Colos da bronzina de biela

  • A distância entre o centro do colo da bronzina de biela e o centro do colo do virabrequim define o curso (raio da manivela).
  • O curso, o diâmetro e a quantidade de cilindros determinam a cilindrada do motor.

Lado da roda de inércia

  • Alojamento para a roda de inércia.

Lado do comando ou do acionamento

  • Alojamento para o amortecedor de vibrações/polia.
  • roda dentada do acionamento do eixo comando

Furos de óleo

  • Os pontos das bronzinas de biela e de mancal são alimentados com óleo através dos furos de óleo.
  • Os colos da bronzina de biela são abastecidos de óleo, proveniente do colo do virabrequim, por meio de um canal de óleo no virabrequim.

Contrapesos do virabrequim

  • As massas dos pistões e das bielas, que se movem de um dos lados, são compensadas por contrapesos nos braços de manivela. Isso permite compensar os torques externos e minimizar os torques internos, reduzindo as amplitudes de vibração e as cargas nos rolamentos.

Zonas de têmpera

  • Os colos do virabrequim e da bronzina de biela são temperados e polidos para diminuir o desgaste e aumentar a robustez do virabrequim.

Modelos

Contrapesos integrados
• p. ex. motor em linha OM 611 com 5 cilindros

Contrapesos parafusados
• p. ex. motor em linha OM 335 com 6 cilindros

Colos desviados da bronzina de biela
• p. ex. motor em V OM 501 com 6 cilindros

Colos torcidos da bronzina de biela – Twisted

  • "Twisted" – Para se poder implementar outros ângulos de manivela nos colos da bronzina de biela após a matrizagem, o virabrequim volta sendo aquecido e torcido nos pontos das bronzinas de mancal após a forja.
  • p. ex. motor em linha OM 906 com 6 cilindros

Duas bielas por colo da bronzina de biela
• p. ex. motor em V OM 422 com 8 cilindros

Acionamento de/por manivela

1 Pistões
2 Bielas
3 Volante de disco
4 Virabrequim

Linha de produtos

Virabrequins forjados para:

  • motores para utilitários
  • motores industriais
  • motores a gás
  • motores agrícolas e florestais

Acessórios do virabrequim:

  • rodas dentadas
  • anéis de rolamento
  • parafusos de contrapeso