Rodas de inércia em foco

  • As rodas de inércia são fabricadas em ferro fundido cinzento ou aço e unem, por força, o virabrequim à cadeia de acionamento através da embreagem.
  • A tarefa principal da roda de inércia consiste em compensar as deformidades rotacionais no virabrequim, reduzindo drasticamente a transmissão das vibrações do motor à cadeia de acionamento.
  • A roda de inércia de duas massas é bipartida e inclui ainda um amortecedor de vibrações de rotação além da roda de inércia. O amortecedor de vibrações absorve as vibrações de rotação e amortece-as, diminuindo as ressonâncias na transmissão e na cadeia de acionamento.
  • Outra das tarefas do volante de disco é o alojamento da embreagem com disco de arrasto e placa de pressão.
  • O motor de partida é ligado, para o motor pegar, através da coroa dentada que é encaixada a quente por fora.
  • Além disso, algumas rodas de inércia contêm marcas (p. ex. entalhes) necessárias para ajustar o sistema de injeção.

Estrutura

1 Lado do motor
2 Coroa dentada (motor de partida)
3 Lado da embreagem
4 Flange de montagem

Modelos

Rodas de inércia de massa única

As rodas de inércia compensam a operação irregular e as vibrações que ocorrem durante o funcionamento do motor, acumulando a energia cinética.

Rodas de inércia de duas massas

A massa oscilante subdivide-se em uma massa primária e outra secundária. Ambas as massas oscilantes estão unidas por molas para amortecimento de torção. A roda de inércia de duas massas se distingue por um excelente amortecimento de vibrações a todos os níveis.

Linha de produtos

  • Rodas de inércia de duas massas e de massa única
  • Coroas de motor de partida